• Imagem aérea da MRN
  • Imagem de crianças
  • Cachoeira do Jamaracaru
  • Imagem das crianças de novo

12 setembro 2011

A GROSSERIA E A SUBSERVIÊNCIA

A subserviência política vivida pelo governo sapucuaense Gonzaga III perante seu patrício verde Gabriel Guerreiro o obriga a morrer no PV. Isto porque, sabe o prefeito de Oriximiná que a indiferença com a qual o governador Simão Jatene o tem tratado deve-se a essa má companhia. O patrício verde do prefeito quando se obrigou a subir no palanque contrário ao do PSDB nas eleições 2010, proferiu mais uma de suas célebres pérolas de ataque pessoal, dessa vez, chamou de “macaco simão” ao governador além de outras coisas igualmente baixas como as que proferiu no passado, do tipo: “O povo é que nem galinha. É só jogar o milho que eles vem” ou ameaçar empurrar um “acarí de ré” nos adversários. 
A grosseria tem intimidado muitos dos seus aliados no presente, assim como intimidou outros no passado. “Eu acabei com o Calderaro porque ele foi desobediente”. A mesma tentativa teria sido empreendida contra a intenção do vice Fernando Andrade em se lançar candidato a prefeito, depois de descarada tentativa de promover o nome do também subserviente Ludugero (sem partido).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação em nosso fórum de debates sobre o cotidiano da cidade de Oriximiná, Pará, Amazônia, Brasil. Se quiser você pode enviar seus texto, fotos e vídeos para o e-mail hamilton@ariuca.com.br. Continue participando.