• Imagem aérea da MRN
  • Imagem de crianças
  • Cachoeira do Jamaracaru
  • Imagem das crianças de novo

14 julho 2011

Estamos reunindo fotos e vídeos de tudo que está acontecendo na 28ª edição da EXPOFAMA

A primeira edição do evento aconteceu em 1979 e até 1989 a Exposição Feira Agropecuária do Médio Amazonas acontecia a cada dois anos. Foi só a partir de 1990 que a "feira" passou a acontecer anualmente. Ao longo desses 32 anos os negócios ligados a pecuária evoluíram em função dos esforços em se melhorar geneticamente o rebanho do município, que hoje reúne cerca de 125 mil cabeças (segundo dados da DEPARÁ). O poder público empreendeu extraordinário esforço entre 2006 e 2008 quando fez vultosos investimentos na total reestruturação física das instalações do parque de exposições, especialmente com a construção do Salão de Eventos. "O governo - naquele momento - pensou na popularização de matrizes para os pequenos produtores, por isso é que apoiamos a iniciativa dos grandes investidores em genética do município e da região que se animaram para promover leilões que possibilitassem a todos a aquisição de matrizes" diz Francisco Florenzano, que era o então Secretário de Infraestrutura do município quando as obras foram feitas. Florenzano também coordenou o evento em 91, 92 e 95, "O governo tinha que apostar nesse evento, porque esse evento aquece a economia do município. Veja, em 91 e 92 nós acumulamos 25 mil dólares de lucro e em 95 acumulamos apenas 5 mil dólares por conta do caos energético na cidade e problemas com as instalações improvisadas. No entanto, haviam mais de 2 mil animais para comercialização, desses, foram vendidos um pouco mais de mil". Os números aos quais Florenzano se refere só foram alcançados naquele momento graças aos financiamentos dos bancos. A ausência das instituições bancárias nos últimos anos tem sido a grande queixa dos pecuaristas locais. Nem por isso os números produzidos nos leilões são modestos, nos últimos 5 anos, cada leilão rendeu em média 350 mil reais. "Esse ano as matrizes são poucas, mais a qualidade dos animais são de alto nível", argumenta Márcio Nóvoa, Médico Veterinário do quadro da ADEPARÁ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação em nosso fórum de debates sobre o cotidiano da cidade de Oriximiná, Pará, Amazônia, Brasil. Se quiser você pode enviar seus texto, fotos e vídeos para o e-mail hamilton@ariuca.com.br. Continue participando.