• Imagem aérea da MRN
  • Imagem de crianças
  • Cachoeira do Jamaracaru
  • Imagem das crianças de novo

27 agosto 2009

Penta protesta

Na manhã da utima quarta (26/08), alguns moradores que ocupam a área conhecida como "Penta", revoltados com o descaso, estiveram manifestando-se publicamente em passeata com direito a carro som pelas ruas da cidade. O cortejo dirigiu-se primeiramente a sede da prefeitura, onde os manifestantes gritavam palavras de ordem, cantavam em protesto e reivindicavam uma audiência, na superlotada agenda do gestor municipal para discutir melhorias imediatas. Tivemos informações que apenas a acessoria jurídica os teria recebido.
Vejam as imagens veiculadas no noticiário local da TV Atalaia (afiliada da Record)



O "bairro do Penta" abriga cerca de 800 unidades habitacionais e foi uma das principais promessas de campanha do atual prefeito. Passados os primeiros oito meses de governo o prefeito tem se escudado em várias discupas como a crise mundial e a enchente.
Assim, se um ribeirinho lhe pede auxílio, ele tem argumentado que nada pode fazer por conta das cobranças do Penta, se os moradores do Penta da mesma forma o fazem, ele argumenta o problema da grande cheia, se os cidadãos que não moram nem no Penta, nem na varzea o procuram, ele argumenta a cerca da grande crise mundial e portanto, referindo-se a uma possível queda na arrecadação atribuída, particularmente ao royalties mineral, advindo da exploração de bauxita capitaneado pela Companhia Vale do Rio Doce em Porto Trombetas.
Não é de se estranhar que a paciência da população esteja, de fato, chegando ao limite. O Penta tem vivido a expectativa da legalidade para que as melhorias aconteçam, assim como se viu no passado com o bairro São José Operário.
Na verdade é preciso entender a quem o benefíciu coletivo beneficia individualmente para que se possa entender porque algumas coisas acontecem rápido e outras não. Dessa forma, sem colocar culpa nos fenômenos naturais, na conjuntura econômica mundial e até na legalidade desse ou daquele procedimento tido como óbivio.
Pouparemos o fofrimento de muitas famílias de baixíssimo poder aquisitivo se o governo parar de suspirar em falsetes e entender que o povo já entendeu que: das duas uma, ou o gestor está completamente enganado, ou está querendo enganar.
Sem que sejamos obrigados a engolir as mesmas velhas discupas de sempre, ou aceitar a campanha de empobrecimento dos poderosos recursos municipais, me parece claro que mais do que VONTADE de resolver é preciso que o governo diga ao que veio.

9 comentários:

  1. Enfim o povão resolveu tomar uma atitude, para não tomar algo pior mais adiante...

    ResponderExcluir
  2. O jornal Atalaia está de parabéns! Às vezes nem acredito que temos um jornal de qualidade em Oriximiná. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  3. peia neles peia neles peia neles gonzaga. Não era essa a musica da campanha do gonzagão o prefeito do povão então peia neles gonzagaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  4. Votei no seu Gonzaga, mas estou triste com o que vem acontecendo. Talvez a culpa seja nossa de esperar demais. Se a eleição fosse hoje, sei não.

    ResponderExcluir
  5. bem feito eles tem q ficar mais algum tempo nessa situação. ano q vem tem eleição novamente. querem mais uma peia????? continuem sendo bobos da corte do senhor gonzaga

    ResponderExcluir
  6. ainda não morreram de sede? esperem ate ano que vem que o seu gonzaga vai voltar la com vocês talvez ele leve alguns baldes par trocar com voto para que não continuem a carregar lata d agua na cabeça. agora é balde d agua na cabeça la vai maria la vai maria...

    ResponderExcluir
  7. eu não imaginava que as coisas estavam tão ruim assim ai em oriximina. peia neles gonzaga rsrsrsrsrs...

    ResponderExcluir
  8. ei prefeito gonzaga pare de usar a desgraça desse povo para garantir votos tenha dó dessas pessoas se ponha no lugar deles imagine a tia ana com uma lata d agua na cabeça.a cena seria comica se não fosse tragica

    ResponderExcluir
  9. o problema todo é que como disse o doutor dantas o prefeito prometeu o céu e ta dando o inferno

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação em nosso fórum de debates sobre o cotidiano da cidade de Oriximiná, Pará, Amazônia, Brasil. Se quiser você pode enviar seus texto, fotos e vídeos para o e-mail hamilton@ariuca.com.br. Continue participando.