• Imagem aérea da MRN
  • Imagem de crianças
  • Cachoeira do Jamaracaru
  • Imagem das crianças de novo

31 agosto 2009

Ingenuidade parlamentar

O ilustre vereador Davi Lima, mais conhecido como Louro Móveis (PV), eleito com 735 votos dos eleitores do planalto e é tido como a maior surpresa eleitoral no ultimo pleito. Desde o inicio de seu mandato, praticamente não tinha aberto a boca pra nada. Para surpresa de todos, provavelmente sentindo a cobrança viceral da onda de manifestações de protestos sucessivos contra o governo, especialmente o protesto vivido na ultima quarta (26/08) pelo moradores da área ocupada conhecida como "Penta".
Veja quanta ingenuidade do nosso edil calouro. Promete algo que de certo, na prática, não poderá ser cumprido em tão pouco tempo, não só pela falta de vontade do reticente governo pevista, mas pelas questões legais que envolvem tais atos. Confira as imagens veiculadas pelo jornal local. (Tv Atalaia - Afiliada Rede Record)

Louro Ingênuo...


Louro Indeciso...


Vivendo situações tragicômicas como essa na edilidade, o Vereador Louro Móveis é a cara do é essa legislatura: neófita, ingênua e indecisa. De qualquer modo, rogamos sucesso a todos. Se não, o povo é quem paga pelas escolhas.

Olhar diferente

Protesto pela regularização da atividade de mototaxistas em Oriximiná.

Quem nada vê e nada ouve?

Mais uma vez o Prefeito municipal fingi não ver, nem ouvir, os clamores do povo.
A notícia da manifestação seria de conhecimento do Prefeito. Na noite que antecedeu a manifestação, teri tentado esvaziar o protesto num acordo estabelecio com a presidente da associação de moradores da área ocupada conhecida com "Penta".
O esforço não foi suficiente, moradores insatisfeito com a demora nas ações de governo foram as ruas e protestaram sem medo em frente a sede do governo local, que acabou nada rendendo. De lá partiram para câmara, onde foram recebidos em meio a sessão que ocorria naquele exato momento, justamente tratando do tema.
Veja os estemunhos de insatisfação dos moradores, que foram veiculados no jornal local da Tv Atalaia (Afiliada Record).

27 agosto 2009

Penta protesta

Na manhã da utima quarta (26/08), alguns moradores que ocupam a área conhecida como "Penta", revoltados com o descaso, estiveram manifestando-se publicamente em passeata com direito a carro som pelas ruas da cidade. O cortejo dirigiu-se primeiramente a sede da prefeitura, onde os manifestantes gritavam palavras de ordem, cantavam em protesto e reivindicavam uma audiência, na superlotada agenda do gestor municipal para discutir melhorias imediatas. Tivemos informações que apenas a acessoria jurídica os teria recebido.
Vejam as imagens veiculadas no noticiário local da TV Atalaia (afiliada da Record)



O "bairro do Penta" abriga cerca de 800 unidades habitacionais e foi uma das principais promessas de campanha do atual prefeito. Passados os primeiros oito meses de governo o prefeito tem se escudado em várias discupas como a crise mundial e a enchente.
Assim, se um ribeirinho lhe pede auxílio, ele tem argumentado que nada pode fazer por conta das cobranças do Penta, se os moradores do Penta da mesma forma o fazem, ele argumenta o problema da grande cheia, se os cidadãos que não moram nem no Penta, nem na varzea o procuram, ele argumenta a cerca da grande crise mundial e portanto, referindo-se a uma possível queda na arrecadação atribuída, particularmente ao royalties mineral, advindo da exploração de bauxita capitaneado pela Companhia Vale do Rio Doce em Porto Trombetas.
Não é de se estranhar que a paciência da população esteja, de fato, chegando ao limite. O Penta tem vivido a expectativa da legalidade para que as melhorias aconteçam, assim como se viu no passado com o bairro São José Operário.
Na verdade é preciso entender a quem o benefíciu coletivo beneficia individualmente para que se possa entender porque algumas coisas acontecem rápido e outras não. Dessa forma, sem colocar culpa nos fenômenos naturais, na conjuntura econômica mundial e até na legalidade desse ou daquele procedimento tido como óbivio.
Pouparemos o fofrimento de muitas famílias de baixíssimo poder aquisitivo se o governo parar de suspirar em falsetes e entender que o povo já entendeu que: das duas uma, ou o gestor está completamente enganado, ou está querendo enganar.
Sem que sejamos obrigados a engolir as mesmas velhas discupas de sempre, ou aceitar a campanha de empobrecimento dos poderosos recursos municipais, me parece claro que mais do que VONTADE de resolver é preciso que o governo diga ao que veio.

24 agosto 2009

Olhar diferente

Foto Guilherme Taré

Cultura de Bubuia

O Programa BHP Billiton de Fomento à Cultura, patrocinado pela Mineração Rio do Norte, inova com suas políticas de fomento cultural. Dessa vez foca suas ações em 6 dos 12 polos microrregionais do interior do município de Oriximiná. Isso significa chegar onde qualquer iniciativa do gênero tenha ido.
O Programa busca levantar demandas e potencialidade artíscas, culturais e formar mão de obra qualificada em 6 seguimentos das artes, dessa forma, oportunizando ocupação e renda com os saberes próprios de cada comunidade. É a valorização sobretudo do patrimônio imaterial.
A mineira Planeta Agência de Cultura é quem capitanea o projeto, a toda a equipe de idealizadores, produtores e executivos da iniciativa, os nosso aplausos mais sinceros.
Aqueles que não acreditam, lhes resta no máximo assistir. Vida longa às boas iniciativas culturais da nossa gente!

Revoada Tucana

Depois de ter chegado ao governo e saído com baixíssima popularidade, por conta do austero mandato Diniz, os tucanos orbitan desprestigiados o novo governo pevista. O preço para aproxima-los do poder deva ser aninhar o prefeitável mor da simpatia Viana, que deve pousar no ninho empoderado de cacique. Mas os que não se contentarem com o pirulito podem bater asas e voar. Será? Quem viver verá.

Olhar diferente

Foto de Guilherme Taré

Revogar o direito adquirido

Em reunião com alguns vereadores na utima sexta (21/08), o prefeito Luiz Gonzaga teria pedido apoio para um projeto de lei que muda o texto da carta magna municipal que trata da gratificação salarial de 80% para os servidores que tem nível superior. A mudança seria para: "de 10% até 80%", com a resalva de que a alteração na lei serviria apenas aos novos servidores, os que já possuem o benefício não seriam prejudicados.
Talvez seja melhor ouvir a população e os servidores antes de tomar medidas que subitraiam direitos e incentivos já conquistados. Pelo visto, com pouca articulação na casa da cidadania, que ainda se encontra sem liderança de governo, será preciso bem mais do que conversa pra fazer a todos engolirem mais essa do governo pevista.

UFPA investiga hanseníase em Oriximiná






A lepra é uma doença incciosa, tida como a doença mais antiga do mundo. O Brasil é tido como um país de alta endemicidade, isso significa dizer que a há uma equivalência superior a um caso em cada mil habitantes (MS 1989). Modernamente a lepra passou a ser chamada de hanseníase, dentre outros motivos, por conta da conotação pejorativa e discriminatória aos portadores da doença.
A equipe comandada pelo Dr. Claudio Salgado, esteve no km 12 da estrada do BEC, nas comunidade Nova Betel, Tucandeira e Copaíba, na ultima sexta (21/08), cumprindo a primeira etapa da longa pesquisa que busca respostas sobre as ocorrências de hanseníase no estado do Pará.
A busca se deve ao fato de o Estado Pará ser lider em ocorrências de hanseníase no Brasil. O projeto que tem o apoio do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) e busca avaliar 10 municípios no estado pra entender melhor a endemia.

Oriximiná tida como área de baixa endemicidade, tem tido um aumento nas ocorrências da doença, isso pode se dever, principalmente, ao fato de programas como PSF (Programa de Saúde da Família) e PACS (Programa de Agenetes Comunitários de Saúde) não estarem funcionando a contento, só na visita as região do BEC foram detectados alguns novos casos, o que preocupa o pesquisador.

Detectamos alguns casos que não estavam notificados, ou seja, não estavam no sistema. Esses pacientes estavam sendo avaliados nos postos de saúde, mas por algum motivo essas informações não chegaram até a SESPA. São pelo menos 10 de um total de 76 casos nos utimos 5 anos.
A situação é tida como muito grave porque em visita às residências de paciente que no passado foram acometidos pela doença, foram dectados novos casos, sinal claro para o pesquisador da necessidade de se repensar as políticas públicas de combate a hanseníase.
O relatório final do diagnóstico feita pela equipe da UFPA deve sair em pelo menos 2 meses e estará a disposição de todos em um site do programa na internet, assim como também será encaminhado ao gestor do município.



A UFPA servindo como ferramenta técnica para questões relevantes para o município mostra a que veio. Alunos do Curso de Biologia de Águas Interiores do Nucleo Universitário de Oriximiná também estiveram vivenciando na prática o trabalho de pesquisa de campo.
A Secretaria Municipal de Saúde, concedeu apoio logístico e a enfermeira Gracilene Borges, que coordena o PACS no município desde de julho acompanhou os trabalhos.
O Programa de Agentes Comunitários de Saúde está passando por uma reengenharia, de fato a descontinuidade das ações é sempre o maior problema da gestão pública, mas nós contamos e apoiamos todas as ferramentas técnicas que possam somar com o nosso trabalho. O prefeito municipal tem nos apoiado e a Secretaria de Saúde de Oriximiná não esmoreceirá enquanto não revertermos esses quadro. Já fizemos isso no passado, faremos novamente.

Olhar diferente