• Imagem aérea da MRN
  • Imagem de crianças
  • Cachoeira do Jamaracaru
  • Imagem das crianças de novo

27 abril 2008

Programa BHP Billiton de Fomento a Cultura apoia atividades culturais em Oriximiná

Esquerda para direita: Carlinhos Dias(Prog. Bhp), Denilson Gonçalvez (Mec/Ptr), Jorge Coelho (Planeta Cultura), Zé Haroldo (MRN), Dr. Aldo (Bhp Billiton), Deíse Botelho (GAM/Marabá), Hamilton Souza (Blog do Ariuca), Evandro (MRN).
-----------------------------------------------------------------

Já em sua segunda edição, o programa BHP Billiton de Fomento à Cultura, continua empenhando apoio da mineradora , que é a maior do mundo, além de ter cotas acionárias nas atividades da Mineração Rio do Norte. A super poderosa, desde o final de 2006, contratou a empresa minera Planeta Agencia de Cultura, que veio até a região fazer um levantamento de demandas na ceara artística, tanto na área urbana, quanto em algumas comunidades do interior.
Na primeira fase, que durou aproximadamente 120 dias, realizaram uma série de oficinas de capacitação à pelo menos sete segmentos das artes. Artesanato e negócios, Produção e planejamento de eventos artísticos, Organização setorial e Formatação de projetos e captação de recurso, fazendo uso das leis de incentivo à cultura, havendo representatividade significativa de todos os segmentos interessados.
O gran finale, daquele momento, aconteceu em agosto com a realização da mostra chamada de Vitrine Cultural, que envolveu número expressivo de grupos artísticos nas apresentações, que teve três momentos temáticos em três horas de espetáculos dinâmicos e com a valorização que os artistas merecem, incluindo o subsídio de figurinos e pagamento de cachês, finalizada com show de bandas locais.
No início deste mês, a organização do programa retomou as atividades por aqui, com a realização de um seminário cultural. Garantem os organizadores que o programa não ficará na falácia, como outras iniciativas que já vimos acontece. Parceria empenhada e apalavrada com a secretaria municipal de cultura, desporto e lazer, que por sinal, vem fazendo um trabalho sério, sinal de que sempre há tempo de salvar a lavoura, haja vista que o Prof. Adelcio Correa só assumiu a cadeira no início deste ano, numa tentativa emergencial de salvar as políticas públicas ligadas a valorização cultura, que vem dando certo, agora quanto a parceria com o programa de fomento da mineradora, parece que este ano não deve acontecer apoio financeiro, mas toda ajuda é bem vinda.
Já na mostra de teatro, o Programa Bhp Billiton de Fomento a Cultura, realizará pelo menos duas oficinas, é o que informa Jorge Coelho, um dos coordenadores do programa, que permanece entre a Oriximiná e Óbidos, acompanhando o andamento dos trabalhos, que acontecerá por lá aos moldes do que aconteceu por aqui.
Um grupo de Santarém realizará oficina de artes circenses, com duração de sete dias, ao final deve acontecer um cortejo pelas ruas da cidade, com direito a pernas de pau, malabares, cuspidores, etc. Adriano Barroso, de Belém, realizará Oficina de Organização de Grupos de Teatro, com 18 horas de treinamento, os trabalhos acontecerão paralelo a XV Mostra de Teatro Amador, sem falar que os grupos terão o acompanhamento técnico de Ro Leon, Deoclécio Vieira, Carlinhos Dias, do Programa Bhp Billiton de Fomento à Cultura e João Felipe, técnico da Secretaria de Cultura, Desporto e Lazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação em nosso fórum de debates sobre o cotidiano da cidade de Oriximiná, Pará, Amazônia, Brasil. Se quiser você pode enviar seus texto, fotos e vídeos para o e-mail hamilton@ariuca.com.br. Continue participando.